Projeto Acadêmico de Redesenho do Mapa do Transporte Público de Porto Alegre

O transporte coletivo urbano é um serviço básico nas cidades, principalmente nas metrópoles, e faz parte de um dos direitos do cidadão, o de ir e vir. Com ele as pessoas se deslocam para sua casa, trabalho, escola, comércio, lazer e serviços.

Durante a história brasileira a oferta de outros meios de transporte como o ferroviário e hidroviário foi cancelada e assim, aderiu ao sistema de rodovias. O país inteiro é abastecido com estradas – em boas e más condições – e com isso, conforme a população cresce, a quantidade de automóveis cresce também. Com este crescimento, mais automóveis circulam pelas ruas das cidades, criando uma saturação no sistema viário urbano, principalmente em horários de maior fluxo. Os números tendem a crescer nos próximos anos, além da poluição e dos problemas de trânsito, este crescimento descontrolado e a falta de informação trazem resultados diretos na qualidade de vida das pessoas. Existem ainda estudos recentes que demonstram que o transporte coletivo produz emissões muito menores do que os automóveis, quando essas são calculadas por passageiro/quilômetro. Além disso, o congestionamento ou a redução da velocidade média aumentam muito a emissão de cada veículo, especialmente as emissões de monóxido de carbono, hidrocarbonetos e material particulado. Desse modo o poder público deve trabalhar para uma maior conscientização das pessoas em utilizar o transporte coletivo como forma de reduzir a poluição ambiental e melhorar a qualidade de vida na cidade.

Uma solução que as grandes cidades brasileiras estão buscando é a melhoria do transporte público. São Paulo possui transporte metropolitano (metrô) desde 1974 e está em processo de expansão para melhor atender a cidade. Curitiba possui o melhor sistema de transporte coletivo (ônibus) do país, que recebeu prêmios internacionais. Porto Alegre possuía um projeto de criação de linhas do metrô que abastecesse a cidade, e não somente uma linha que passe pela Grande Porto Alegre, como é o que encontramos hoje com o Trensurb. Com a não aprovação do projeto, a cidade teve que buscar uma solução para o transporte público de Porto Alegre, pois como irá sediar a Copa de 2014, é necessária uma boa estrutura para receber os turistas. Com isso, foi estruturado um novo projeto para a adaptação dos ônibus da cidade em um sistema chamado BRT – Bus Rapid Transit – que simula o desempenho e outras características atrativas dos modernos sistemas de transporte urbano sobre trilhos, com uma fração do seu custo.

A cidade começa a ter uma visão do transporte de outra forma, não mais como um meio sem informações e confuso, mas como um rápido e moderno transporte, o qual além de ser mais seguro (que o atual) estará no nível de transportes reconhecidos por sua alta qualidade.

Para que o usuário saiba os trajetos das linhas de ônibus normalmente é fornecido um mapa com os itinerários, todavia em Porto Alegre, o mapa existente não é distribuído à população nas paradas de ônibus, somente pela internet – e nem todos possuem acesso a um computador – e, além disso, é muito confuso e com excesso de dados. Em muitos casos, ocorre que a falta de informação resulta na não utilização do transporte coletivo pela dificuldade do usuário para achar o seu destino.

Segundo Lynch (2006, p. 5)

Uma boa imagem ambiental oferece a seu possuidor um importante sentimento de segurança emocional. Ele pode estabelecer uma relação harmoniosa entre ele e o mundo à sua volta. Isso é o extremo oposto do medo que decorre da desorientação; significa que o doce sentimento da terra natal é mais forte quando não apenas é familiar, mas característica.

Portanto, é mais que necessário um sistema de transporte coletivo que não gere dúvidas, que não faça com que o indivíduo tome uma decisão que possa alterar seu destino. Ele deve informar e identificar a direção que deve tomar.

O objetivo deste projeto é redesenhar o mapa das linhas de transporte público coletivo de Porto Alegre para que passe a informação de forma clara e objetiva, utilizando o mapa do transporte metropolitano de Londres, o Underground, que é um design clássico e referência mundial.

O mapa propõe facilitar o acesso do usuário a informação, sem que ele precise ir atrás da mesma, perguntando para pessoas, motoristas, ligando para a EPTC ou acessando o site da empresa.

Pensar no usuário para realizar um projeto é fundamental, saber que as experiências anteriores que o mesmo já passou fazem com que a sua reação ao que lhe é comunicado norteie projetos e pesquisas.

Por Porto Alegre possuir uma necessidade latente de sinalização no transporte público, o mapa visa suprir essa necessidade e melhorar a qualidade de vida das pessoas no que diz respeito a otimizar o seu tempo na busca pela informação. Também o projeto visa educar o cidadão e colocar a cidade de Porto Alegre dentro dos padrões internacionais da qualidade dos transportes públicos e prepará-la para o turismo nacional e internacional, igualando-se aos grandes centros. Além disso, Porto Alegre localiza-se em um ponto estratégico para as relações internacionais, por este motivo é a capital do MERCOSUL, o que resulta em um maior fluxo de turistas dos países vizinhos.

Assim como o Underground de Londres é um ícone da cidade, uma referência do design gráfico clássico e um símbolo da história da mesma, a Carris caminha pelo mesmo caminho por ter 138 anos de história e ter se desenvolvido juntamente com a cidade de Porto Alegre, podendo assim se tornar, como o transporte da cidade britânica, uma empresa ícone da capital dos gaúchos.

Para saber mais sobre o projeto confira a apresentação abaixo:

Texto retirado da monografia do Trabalho de Conclusão de Luiza Ferreira de Macedo.

Fonte: MACEDO, Luiza Ferreira de. Projeto de redesenho do mapa de orientação e localização da empresa Carris de Porto Alegre. – Porto Alegre: UniRitter, 2010.

 

Anúncios

5 Respostas para “Projeto Acadêmico de Redesenho do Mapa do Transporte Público de Porto Alegre

  1. Parabéns, muito legal teu trabalho!
    Seria melhor ainda se fosse possível torná-lo parte de nossa cidade!! Teria como vender esta ideia?? bj
    Teria como vender est

  2. Pingback: Projeto Acadêmico de Comunicação Visual para os Ônibus de Porto Alegre |·

  3. Pingback: TED Talks – Aris Venetikidis: Mapas fazendo sentindo |·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s