Escola Quinta das Flores

quinta_flores_sinalizar01

Como parte do programa de Portugal para modernizar escolas, um novo prédio foi introduzido no campus da Escola Quinta das Flores, para abrigar a Escola Artística de Música do Conservatório de Coimbra. A nova adição não só proporciona um espaço para eventos musicais e integra aulas musicais no programa educacional, mas também enriquece a relação da escola com a cidade e seu ambiente urbano.

O briefing do projeto solicitado para o escritório R2 Design, pediu um sistema de sinalização novo que fosse inovador e funcional, de baixo custo, e integrado com a nova arquitetura. Dando ao campus um conservatório, os designers decidiram se focar na relação única da escola de música como um ponto de partida para o projeto. Inspirado pela visualização de ondas sonoras como linhas repetitivas, bem como a verticalidade das janelas de fachada, eles criaram um tipo composto de linhas verticais e uma série de pictogramas que também fazem alusão ao som.

A ideia da intensidade do som foi traduzido para o design ao diferenciar a densidade da fonte de acordo com o número do andar que está situado; quanto mais alto, mais “bold” ficam os caracteres. Este efeito foi conseguido por um arranjo mais compacto de linhas verticais, o vazio alternando o preenchimento também traz uma interpretação visual do som contra o silêncio. O tipo da construção com volumes predominantemente grandes abertos e longos corredores – facilitou o uso de uma fonte em grandes dimensões se tornando apropriado em termos de escala, também acrescentando funcionalidade à sinalização.

Os designers desenvolveram o projeto em dois meses, e foram confrontados com o desafio de implementá-lo dentro de um prazo limitado. Sendo encomendado por uma instituição pública implicou também um orçamento apertado, assim os designers responderam com um design simples que poderia ser executado por uma técnica simples e muito poucos materiais: usando stencils para aplicar tinta preta diretamente sobre as paredes de concreto. O tipo de letra sob medida foi projetado por Lizá Ramalho e Artur Rebelo de R2 em colaboração com Sebastian Fischer.

O resultado é um sistema de sinalização notavelmente simples e eficaz que une de forma coesa todos os elementos desejados em um projeto coerente: econômico em termos de custo e recursos, atende a  arquitetura e o programa dos edifícios, e inovador em sua proposta, conferindo a escola uma identidade distintamente ousada de uma forma que não é normalmente encontrada no contexto educacional.

quinta_flores_sinalizar02 quinta_flores_sinalizar03 quinta_flores_sinalizar04 quinta_flores_sinalizar05 quinta_flores_sinalizar06sinalizar_especial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s