Rio a pé (Walk Rio)

O Rio de Janeiro é uma das cidades mais emblemáticas da América do Sul e atualmente está em um ponto importante no cenário mundial. Nos últimos anos, sediou a Copa do Mundo de Futebol, a Copa das Confederações, a visita do Papa e os Jogos Olímpicos de 2016, o primeiro dos jogos a ser realizado na América do Sul. Cada um desses eventos internacionais de alto nível contribuiu para a crescente popularidade do Rio como destino turístico. À medida que o número de visitantes continuava a subir, também aumentava a necessidade de um sistema de orientação de viagens verdadeiramente “legível”.

Applied Wayfinding foi parte de um consórcio liderado pela ICON, líder na criação e entrega de marcas de alto perfil e experiências de eventos ao vivo. A Applied foi responsável pelo planejamento e design do sistema de orientação, definindo a estratégia, a locação, conteúdo e gráficos, que foram projetados para funcionar em um conjunto com projetos de produtos pré-existentes.

Em 2015, foram implementados 500 sinais em 75km² da cidade. O esquema de sinalização para pedestres servirá 12 milhões de habitantes locais do Rio e 6 milhões de turistas internacionais, que contribuem com mais de US $7 bilhões em receita para a economia da cidade. O novo sistema foi projetado para tornar suas viagens mais intuitivas e permitir que as pessoas se sintam mais confiantes para descobrir as atrações diversas da cidade a pé.

As placas vão do estádio Maracanã, no norte, passando pelos pontos turísticos da Lapa, Copacabana, Ipanema e Leblon, até o bairro da Barra da Tijuca, que recebe a maioria dos locais olímpicos de 2016, incluindo as  Aldeias da Olimpíadas e Paraolímpicas.


A família de sinais foi desenvolvida para atender à variedade de informações que os usuários do Rio exigem.

O papel da Applied nesse projeto exigia uma profunda compreensão e conhecimento da cidade para calcular um plano de locação efetivo e lógico que reduzisse a necessidade de sinais e, ainda assim, fornecesse a conectividade desejada pelo cliente.

Para isso, a Applied realizou um estudo sobre a cidade e seus modos de transporte, com foco no movimento de pedestres e turistas locais. Os resultados mostraram que, embora existissem vários guias da cidade, muito poucos deles tinham ferramentas suficientes para permitir que os usuários planejassem sua jornada.

A rede de ônibus também se mostrou impopular entre os turistas, devido à falta de informações disponíveis para ajudar as pessoas a encontrarem as 831 rotas diferentes. A confusão e a falta de confiança levariam muitos turistas a abandonar as tentativas de andar e, em vez disso, pegariam os táxis.

Os gráficos foram projetados especificamente para refletir a aparência da cidade. A sinalização foi colocada ao longo da principal rota pedestre – chamada “Rio a pé” (Walk Rio) – conectando os bairros da cidade e várias outras rotas de lazer. Sinais específicos do local também foram desenvolvidos para atrações turísticas populares, para fornecer informações mais detalhadas e conectar esses locais à rede mais ampla de pedestres.

Esperou-se que a introdução de um sistema legível tivesse um impacto semelhante ao que Legible London fez em Londres, no Rio. As viagens a pé pela cidade provavelmente aumentarão e o congestionamento do tráfego diminuirá, o que tem o efeito de aumentar o tráfego e comércio para empresas locais.

Conteúdo: Applied Wayfinding

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s